Clínica )( Plexus
A CLÍNICA PROFISSIONAIS ESPECIALIDADES
   CONTATO

DERMATOLOGIA

Dra. Ana Luiza Peres Martins Godoy


Especialidades        Dermatologia    
A ESPECIALIDADE
A Dermatologia é uma especialização médica cuja área de conhecimento se concentra no diagnóstico e tratamento de doenças e afecções relacionadas a pele, pelos, mucosas, cabelos e unhas. O dermatologista atua no diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças, além de orientar sobre cuidados gerais, orientar sobre problemas estéticos e trabalhar na manutenção da beleza da pele.

Áreas de atuação

Dermatologia Clinica e Preventiva
A pele é o maior e mais visível órgão do corpo humano. E os dermatologistas ajudam você a manter sua pele, cabelo e unhas saudáveis. Por se dedicarem exclusivamente aos cuidados com a pele, cabelos, pelos e unhas, os dermatologistas sabem a importância da pele saudável para uma vida saudável. A Dermatologia Clínica e Preventiva é responsável pelo diagnóstico, prevenção ou tratamento das doenças e problemas que atingem a pele e seus anexos.

Dermatologia Cosmiátrica
A cosmiatria é a área da medicina que estuda e trata da beleza de forma ampla, ética e profissional. A Dermatologia Cosmiátrica usa conceito de cosmiatria para realizar procedimentos e tratamentos que tenha como finalidade a manutenção da beleza e a melhora da aparência da pele e seus anexos.É importante salientar que procedimentos cosmiátricos são por definição procedimentos médicos. É um engano acreditar que esses procedimentos são simples, fáceis de realizar e livres de riscos. Escolher um dermatologista experiente e qualificado para realizar um procedimento cosmético é sempre muito importante.O dermatologista cosmiátrico, com seu conhecimento ímpar sobre as características da pele e seus anexos, poderá prescrever tratamentos clínicos para o envelhecimento, manchas e rugas, etc. Esse profissional executa com habilidade e capacitação inúmeros procedimentos cosméticos, dentre os quais: aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, laser para rejuvenescimento, peelings, tratamentos para cicatrizes de acne, depilação a laser, remoção de tatuagens. Os dermatologistas são pioneiros na realização de procedimentos cosméticos, e desenvolveram ou aperfeiçoaram técnicas atualmente consagradas. É o caso do uso de preenchedores e toxina botulínica para rejuvenescimento facial, uso do laser para tratamentos cosmiátricos, peelings, e outros.

Dermatologia Cirúrgica
A Cirurgia Dermatológica é uma área da Dermatologia que abrange todos os procedimentos realizados na pele ou no tecido subcutâneo. Lida com o diagnóstico e tratamento de questões clínicas ou estéticas relacionadas à pele, cabelos e unhas, por meio de técnicas cirúrgicas, cosmiátricas, oncológicas e reconstrutivas. Grande parte dos procedimentos mais conhecidos em Cirurgia Dermatológica é minimamente invasivo, requer apenas anestesia local e exige pouco tempo de recuperação.Porém no tratamento do câncer da pele, o fundamental é buscar a cura do paciente e, nestes casos, o dermatologista com formação na área tem habilidade e competência para realizar procedimentos cirúrgicos mais extensos se necessário. Pode inclusive realizar imediatamente a correção estética do problema. O desenvolvimento de novas técnicas e tecnologias modernas tem ampliado a atuação do dermatologista nestes procedimentos cirúrgicos com melhores resultados e maior eficácia.Os dermatologistas que praticam a Cirurgia Dermatológica também são profissionais capacitados em procedimentos cirúrgicos especializados que envolvam a pele, mucosa e seus anexos. Alguns dos procedimentos realizados por esses profissionais são: biópsias; remoção de pintas, de cistos, lipomas, e tumores; além de correção de cicatrizes; realização de procedimentos com peelings e dermoabrasão; transplante de cabelo; cirurgia de unhas; procedimentos a laser; tratamento do câncer de pele com retalhos e enxertos para reconstrução; cirurgia oncológica micrográfica ou cirurgia de MOHS etc.Os profissionais da área são reconhecidos mundialmente por seu pioneirismo na realização e aperfeiçoamento de técnicas como cirurgia para tumores de pele com controle das margens, cirurgias a laser, anestesia tumescente para remoção de gordura localizada, técnicas inovadoras em transplante de cabelos e outras.A Cirurgia Dermatológica faz parte do currículo obrigatório do curso de especialização em Dermatologista. Isso significa que os especialistas são aptos a realizar os procedimentos mais importantes na área de cirurgia. Entretanto, alguns especialistas participam treinamentos adicionais e se tornam aptos a realizar procedimentos mais específicos, como é o caso de cirurgias oncológicas avançadas, da cirurgia capilar e de alguns tratamentos especiais.

Dermatologia Oncológica
O câncer da pele é o tipo de câncer mais frequente no Brasil. A Dermatologia Oncológica é responsável pelo diagnóstico, tratamento e prevenção deste tipo de câncer. É preciso saber reconhecer os primeiros sinais de alerta para o câncer da pele. O dermatologista é o profissional mais indicado para esta tarefa. Examinar periodicamente o corpo dos pacientes e identificar lesões suspeitas de câncer da pele, usando o diagnóstico por imagens, exames não invasivos, como o mapeamento corporal total e a dermatoscopia digital, são medidas usadas para mapear áreas e lesões suspeitas, mesmo aquelas que nem podem ser vistas a olho nu. Dessa forma, os pacientes podem ser monitorados com eficácia e segurança. Uma vez confirmado o diagnóstico, o dermatologista dispõe de todos os recursos para manejar tratamento da doença e encontrar a opção terapêutica cirúrgica, ou não, mais adequada para cada paciente. Ele prestará o suporte necessário e realizará as cirurgias e reconstruções. Como parte do seu papel social de prevenção do câncer da pele, cabe ao dermatologista orientar, educar e realizar campanhas que orientem sobre a exposição solar, e outros temas correlatos. Sendo conhecedor das características da pele e do estilo de vida de seus pacientes, este profissional tem condições de indicar estratégias e produtos para fotoproteção que se adaptem ao perfil de cada um.

Procedimentos
Biópsia
A biópsia é um procedimento simples, em que um pequeno fragmento da pele ou da mucosa é retirado para análise patológica, com o objetivo de diagnosticar um tumor ou uma doença da pele. Há dois tipos de biópsias da pele: por “shaving” uma lâmina ou bisturi especiais são usados para retirar uma pequena amostra da pele, deixando uma cicatriz lisa; por “punch” um aparato redondo e cortante entra na pele, retirando uma coluna de tecido. A espessura de tecido retirado irá depender da região do corpo. Normalmente neste caso é necessário fechar a área com pontos. A pequena peça retirada é enviada ao laboratório. Durante o procedimento é aplicado anestesia local, com vasoconstritor. A biópsia por “shaving” demora de três a quatro dias para cicatrizar. Já a por “punch”, até 14 dias.

Cauterização Química
A cauterização química envolve a aplicação de uma substância cáustica sobre uma lesão, com o objetivo de removê-la. Após a aplicação do ácido a lesão fica esbranquiçada e pode arder. Ao redor do local tratado fica vermelho. Nos dias que se seguem a área escurece, e fica enrijecida, devido à morte das células. Duas semanas após o procedimento, a lesão é eliminada. Normalmente, usa-se a técnica para tratar ceratoses actínicas, ceratoses seborreicas, verrugas virais, dermatose papulosa nigra, dentre outros problemas.

Eletrocauterização
A Eletrocauterização, ou simplesmente cauterização, é um procedimento cirúrgico destrutivo usado para retirar alguns tipos de tumores benignos e alguns tipos de cânceres da pele. Para realizar o procedimento, primeiro limpa-se o local da excisão, depois aplica-se uma injeção local com anestésico e um vasoconstritor, para controlar possíveis sangramentos. Na eletrocauterização a lesão é carbonizada por eletricidade e calor. O material pode ser coletado e mandado para análise patológica ou não. Normalmente, este procedimento é usado para retirar hiperplasias sebáceas e ceratoses seborreicas. A recuperação é rápida, normalmente o paciente retoma as suas atividades no mesmo dia, e o ferimento cicatriza em até 10 dias. É recomendado não expor a área ao sol por dois meses.

Excisão cirúrgica
A excisão é um procedimento realizado para remover completamente uma lesão da pele. É feito com anestesia local e normalmente é uma técnica ambulatorial. O dermatologista, ao medir a área a ser removida, inclui uma margem de segurança. Em seguida, limpa a região tratada e aplica uma injeção com anestésico local e vaso constritor. A lesão é removida com bisturi até a camada gordurosa da pele, e o profissional se certifica de que todo o material foi retirado. Este será enviado para análise patológica. Após a retirada de todo o material o médico sutura o local para melhor cicatrização.

Toxina Botulínica tipo A
Injeções neuromoduladoras de toxina botulínica tipo A podem melhorar linhas de expressão, rugas profundas entre as sobrancelhas, perto do nariz, na testa e nos cantos dos olhos. A toxina botulínica é uma toxina purificada. Quando administrada oralmente em grandes quantidades, bloqueia os sinais nervosos do cérebro para o músculo, causando paralisia generalizada, chamada botulismo. No entanto, por injeção, em quantidades muito pequenas, num músculo facial específico, apenas o impulso que orienta esse músculo será bloqueado, causando o relaxamento local. Deste modo, a toxina botulínica atua como um bloqueio da musculatura subjacente das linhas indesejadas, prevenindo expressões “enrugadas”.
A toxina botulínica é injetada diretamente no músculo-alvo para o tratamento de linhas verticais entre as sobrancelhas e na ponte do nariz; linhas de estrabismo ou pés-de-galinha nos cantos dos olhos; linhas horizontais na testa e nas bandas do músculo platisma, conhecido como pescoço de peru.
Outro uso é para o reposicionamento das sobrancelhas, o músculo é enfraquecido e relaxado, para não contrair. Esse tratamento também previne de se formem novas rugas. Alguns músculos não podem ser tratados, pois realizam funções importantes na expressão natural de uma pessoa. É o caso do músculo que levanta as sobrancelhas, e nos músculos da linha do sorriso, uma vez que eles são necessários para as expressões dessa região e até para comer.
PROCEDIMENTO: O tratamento envolve injeção de quantidades muito pequenas de toxina botulínica nos músculos subjacentes para imobilizá-los. O tratamento atual é bem tolerado, rápido e a recuperação é mínima. Alguns efeitos colaterais permanecem por cerca de três a sete dias após o procedimento. E o efeito da toxina no músculo perdura por cerca de três a quatro meses até que desaparece gradativamente e ação muscular retorna. Com aplicações em intervalos regulares, pode ocorrer de o músculo enfraquecer, dessa forma, as aplicações passam a durar mais tempo.
OUTRAS INDICAÇÕES: A transpiração excessiva pode aliviar com injeções altamente diluídas da toxina botulínica, diretamente na pele das axilas ou na pele nas palmas das mãos e plantas dos pés. Há paralisação das glândulas sudoríparas da pele que são responsáveis pela transpiração excessiva. Uma única sessão de tratamento pode fornecer meses de alívio, e os especialistas acreditam que as injeções podem ser repetidas indefinidamente, uma ou duas vezes por ano.
EFEITOS COLATERAIS: Os efeitos colaterais são mínimos e relacionam-se com a injeção local. Dor ou edema pode surgir em torno do local da injeção. Maquiagem pode ser usada após o tratamento. Mas tome cuidado para não pressionar ou massagear a área após algumas horas do procedimento. Em casos raros, os pacientes podem desenvolver fraqueza temporária dos músculos vizinhos, ou dor de cabeça, ou sobrancelha e/ou pálpebra caída temporariamente.

Preenchimento
O preenchimento é um procedimento realizado para repor volumes que se perdem e reparar imperfeições adquiridas ao longo da vida, como as cicatrizes. O principal objetivo dos preenchedores é repor o volume da face, melhorar seus contornos e formas. O ácido hialurônico é o principal preenchedor utilizado hoje, o corpo humano fabrica esta substância, capaz de manter as formas e contornos, mas essa produção cai com o passar dos anos. Após a aplicação do produto, a área pode ficar levemente avermelhada e inchada. Contraindicações e uso de medicação rotineira devem ser informados ao médico. O risco de alergias é raro. Os preenchedores são usados em combinação com outros procedimentos para melhorar o resultado final, como o uso de toxina botulínica e de peelings.

Lasers
Laser é a sigla em inglês para “Light Amplification by the Stimulated Emission of Radiation” que significa luz amplificada por estimulação e emissão de radiação. Laser produz intenso feixe de luz que viaja em uma direção. Podendo agir por vaporização e/ou remoção do tecido da pele para melhorar rugas, cicatrizes e manchas, vedar vasos sanguíneos ou cortar tecidos.
O laser tem a capacidade de produzir feixes de luz com cores específicas, que podem variar de acordo com a intensidade e duração de pulso. Os novos sistemas de laser se tornaram extremamente precisos e seletivos, o que proporciona resultados mais eficazes e seguros. O comprimento da onda e a potência do laser ou da Luz Intensa Pulsada (LIP) determinarão uma aplicação médica. O LIP, por exemplo, de amplo espectro, é indicado para tratar vasos sanguíneos e pigmentação.
O cirurgião dermatológico pode escolher um tratamento a laser com o intuito de melhorar os resultados da terapia; reduzir os riscos de infecção; por causa da ausência de sangramento; o laser pode ser usado como uma alternativa para o bisturi, em alguns casos; causa menos cicatrizes; e é uma cirurgia ambulatorial, eficaz em muitas doenças.
REJUVENESCIMENTO: o laser pode ser usado para tratar falhas estéticas, como rugas, cicatrizes de acne, envelhecimento e pele danificada pelo sol. A camada de pele em que estão as rugas, cicatrizes, manchas é danificada e vaporizada, dando espaço para que uma nova camada de pele se forme. Uma das vantagens mais significativas do laser é que o tratamento quase não sangra. O processo também oferece maior controle da profundidade de penetração na superfície da pele, permitindo maior grau de precisão e segurança no caso de zonas delicadas. O laser pode ser usado no rejuvenescimento para melhorar linhas finas, rugas e linhas de expressão do rosto; melhorar a aparência da pálpebra, dos pés de galinha e da região ao redor dos olhos; remover manchas e irregularidades na pele; melhorar e nivelar cicatrizes; melhorar o tônus da pele. Além disso, também pode ser usado para remover pelos e tatuagens indesejados.
PROFISSIONAL: O cirurgião dermatológico é o profissional mais indicado. Ele conhece as técnicas mais adequadas e possui experiência neste tipo de tratamento. Foram também os primeiros profissionais a usar o laser para renovação celular da pele e tratar doenças.
TRATAMENTO: O desconforto é moderado e o cirurgião dermatológico pode aplicar loções anestésicas na região para diminui-lo. Após o procedimento a pele fica bem vermelha e é preciso mantê-la úmida com pomadas e curativos cirúrgicos, durante os primeiros dias. É importante manter-se longe de raios solares até a completa cicatrização do local, e depois usar filtro solar durante todo o dia e cobrir a área se sair ao sol. Maquiagem só pode ser usada depois de 14 dias.
COMPLICAÇÕES: Complicações significativas são raras e o risco de cicatriz é baixo. O laser de CO2 pode causar perda da pigmentação. Os efeitos colaterais mais comuns são formação de “casquinhas”, leve inchaço temporário, vermelhidão.

© CLÍNICA Plexus. Bauru/SP - Rua Antônio Alves, 24-50 - CEP 17012 060 | Site produzido por Orpit    COMO CHEGAR